Explosões e tragédia na Maratona de Boston 2013

Horas depois da chegada dos primeiros colocados da Maratona de Boston 2013, duas bombas explodiram próximo à linha de chegada da prova, resultando em dois mortos e mais de 100 feridos.

Uma tragédia marca um esporte feito de vida, união e superação, que não distingue raça, sexo, nacionalidade, classe social, religião ou política, onde todos somos iguais: corredores.

Horas depois da chegada dos primeiros colocados da Maratona de Boston 2013, quando o cronômetro marcava 4h10 de prova, duas bombas explodiram próximo à linha de chegada da prova, resultando em três mortos e mais de 100 feridos.

Imagem: reprodução The Boston Globe

A primeira explosão aconteceu cerca de 20 metros da linha de chegada, junto à área deestinada aos torcedores, enquanto outra foi a algumas quadras de distância da Boylston Street. A linha de chegada foi fechada imediatamente, e os corredores ainda na prova foram direcionados via Commonwealth Avenue para uma rota alternativa para a área de encontro com os familiares e amigos pós-prova.

Segundo o jornal The Boston Globe, outros dois aparatos foram encontrados e desativados pela polícia.

Felizmente a grande quantidade de médicos e ambulâncias na linha de chegada da prova pode fornecer um rápido atendimento aos feridos.

4.496 corredores haviam passado do km 40 mas não cruzaram a linha de chegada no momento da explosão, quando a prova foi suspensa. 1.296 corredores não chegaram no km40 no momento da explosão. 50 brasileiros participaram da prova.

Os nossos sentimentos e orações estão em Boston.

RESULTADOS

No feminino, a vitória ficou com Rita Jeptoo, 30 anos, vencedora da edição 2006 da competição, com o tempo de 2:26:23. No masculino, a vitória ficou com o etíope Lelisa Desisa (2:10:22).

Os resultados completos estão no site da Boston Athletic Association.

Deixe um comentário