Como foi a Maratona de NY 2011

Não faltou emoção para a Maratona de NY 2011: veja o nosso resumo!

Não faltou emoção para a Maratona de NY 2011: recordes do percurso, grandes “perseguições”, terminando em troca de posições…

Com um dia ensolarado em Nova Iorque, uma semana depois da neve que causou grandes transtornos na cidade, mais de 45.000 corredores — entre eles, 358 brasileiros — partiram para os 42km de prova, da Verrazano-Narrows Bridge até o Central Park.

A prova é uma das mais concorridas do calendário de maratonas, é a última do calendário anual da World Marathon Majors e homenageou, neste ano, a corredora Grete Waitz, que venceu a prova 9 vezes e faleceu de câncer no início de 2011.

Em 2011, a Maratona de NY homenageou Grete Waitz, 9 vezes campeã do percurso (foto: Revista Competitor)

A elite feminina deu início à prova, às 9h10 local, e desde o princípio a queniana Mary Keitany liderou a corrida. A diferença entre Keitany e as corredoras mais próximas chegou a ser de mais de 2 minutos, e durante grande parte do percurso Keitany correu sozinha.

Mas à medida em que a prova se aproximava do final, Keitany foi diminuindo o pace, e as etíopes Firehiwot Dado e Buzunesh Deba a alcançaram por volta do km 40. Firehiwot Dado ultrapassou Keitany, e venceu a prova, com o tempo (não-oficial) de 02:23:15.

Deba ficou em segundo (2:23:19) e Mary Keitany terminou a prova em terceiro lugar (2:23:38).

Já a elite masculina teve sua largada 30 minutos depois, às 10h10, hora local. A prova teve equilíbrio até aproximadamente o km30, quando um grupo de 8-10 corredores mantinha o mesmo ritmo, e ainda não havia se definido a liderança, quando no km 34, o queniano Geoffrey Mutai assumiu a primeira posição, que não deixou escapar.

Geoffrey Mutai venceu a prova e ainda estabeleceu um novo recorde para o percurso, com o tempo de 2:05:06 (não-oficial). O recorde anterior da Maratona de NY era de 2001 (Tesfaye Jifar, 2:07:43). E esta foi a segunda grande vitória de G. Mutai em 2011: em abril, ele venceu a Maratona de Boston, com 2:03:02, também recorde do percurso e recorde de maratonas, não reconhecido pela IAAF.

Emmanuel Mutai completou a prova em segundo lugar (2:06:28) e em terceiro o etíope Tsegaye Kebede (2:07:14).

À esquerda, Emmanuel Mutai, e à direita, Geoffrey Mutai, dias antes da prova (foto: NYRR)

Deixe um comentário